TOP 7 refrigerantes que marcaram décadas passadas

Algumas marcas foram companheiras inseparáveis na época de infância ou adulta de muitos que viveram nas décadas passadas. Umas, inclusive, os mais novos chegaram a conhecer apenas por nome.

Confira alguns dos refrigerantes que já circularam pelas prateleiras dos mercados durante as últimas décadas.

Spoiler: o top 7 está de dar ‘água’ da boca…

Fanta Limão

Fanta Limão anos 70
(Mercado Livre/Reprodução) Fanta Limão

A Coca-Cola é uma das empresas que mais lança refrigerantes com sabores experimentais aqui no Brasil, a maioria deles não permanece nos congeladores por muito tempo, mesmo a aceitação do público sendo positiva. O refrigerante de limão da Fanta foi fabricado por 6 anos (1978-1984), chegou a ter até um jingle, mas deu espaço ao Sprite, que começou a ser fabricado por aqui.

A Fabíula encontrou pra comprar aos montes lá na Espanha. Curioso(a)? leia o texto dela aqui.

7Up

7up anos 80
(Mercado Livre/Reprodução) 7Up

Esse tem um gostinho de infância pra mim, porque meu avô tinha um bar, e vendia essa limonada aos montes. Permaneceu no mercado por dois anos, mas devido à queda nas vendas parou de ser fabricado no Brasil. Hoje em dia é possível encontrar os refrigerantes 7Up em vários mercadinhos, mas na minha opinião o de antigamente era mais gostoso.

Curiosidade: é uma das marcas de refrigerantes classificadas como mais gostosas do mundo.

Crush

Crush anos 70
(Mercado Livre/Reprodução) Crush

“Poxa Crush, por que não me nota?” Peraê, não é desse crush que eu devia estar falando. O Crush foi um concorrente da Fanta na década de 70, fazia sucesso por causa de sabor e cor mais forte. A marca ainda existe graças à Coca-Cola, e é comercializada no Nordeste, com refrigerantes nos sabores caju e guaraná.

Mirinda

Mirinda anos 90
(Mercado Livre/Reprodução) Mirinda Laranja

Eu acho que era o horário favorito dos meus colegas de ensino fundamental (a merenda)… Nossa, como eu estou cheio das… O Mirinda foi comercializado do início da década de 80 até o final dos anos 90, quando foi substituído pela Sukita (que tinha um tio, rs). A AmBev ainda comercializa o refrigerante em alguns países, mas por aqui só um gostinho de quero mais.

Guaraná Skol

Guaraná Skol anos 80
(Mercado Livre/Reprodução) Guaraná Skol

Skol nem sempre foi um produto destinado a adultos, algumas crianças tiveram o prazer de apreciar o refrigerante da marca; que vinha em uma lata super difícil de abrir – tipo as de milho verde – precisava de abridor e muita prática, ou então morria de sede. Os refrigerantes da marca tiveram sua produção encerrada em 1989.

Pop Laranja

Pop anos 80
(Mercado Livre/Reprodução) Pop Laranja

O refrigerante de laranja da Antarctica foi um sucesso estrondoso entre as décadas de 80 e 90. Também foi descontinuado graças à Sukita, que na época pertencia à Brahma.

Grapette

Grapette anos 90
(Mercado Livre/Reprodução) Grapette

Grape vem de quê? Ponto pra quem respondeu Uva! O Grapette aportou por aqui em 1948, foi o primeiro nesse sabor aqui no Brasil, e permaneceu nos congeladores até os anos 90, quando começou a desaparecer das grandes redes de mercados. O refrigerante foi tão popular que chegou a fazer parte da letra da música Betty Frígida, da banda Blitz.

Bateu aquela nostalgia?

Imagem de capa (Nostalgia Rebobine/Reprodução)