Assine e não perca as atualizações... Inscreva-se
Anti-energético

Slow Cow, a bebida energética, só que ao contrário!

Slow Cow chá

Sou daqueles que é muito fã de bebidas como Red Bull, por causa do sabor que eu não consigo descrever, mas acho bom, e também por causa do ânimo adicional que elas proporcionam. Beberia todo dia se não fosse prejudicial.

Mas quem vive em cidades maiores, sabe que às vezes a gente quer apenas deitar à sombra de uma árvore pra poder relaxar, sem pensar em nada (coisa que a “cidade grande” não nos proporciona muito).

Tomando Slow Cow debaixo da árvore

E pra ajudar nisso, pra algumas pessoas chá pode ser uma opção. E chás de pacotinhos que você precisa apenas colocar água quente ou fria existem aos montes, mas eu não tinha visto uma bebida com propriedades calmantes em uma lata parecendo um Red Bull.

E o Slow Cow é justamente isso!

Em sua composição há várias substâncias com propriedades relaxantes: chá verde, capim-limão, camomila, melissa, maracujá, tília e lúpulo.

Com a coloração azul bem clarinho (parecendo água de uma piscina) – ele deve ser um parente distante do Mountain Dew que eu também testei por aqui (só na coloração chamativa, é claro).

Eu não tenho o costume de tomar chá, mas pra mim o sabor do produto não representa nenhuma das substâncias relaxantes presente nos ingredientes. Então, vou abrir um espaço para a Fabíula aqui no post – ela vive comprando esses chás de pacote, ou desenvolvendo chás caseiros – é uma expert no assunto.

“Olá! De fato, chás fazem parte da minha rotina, vivo comprando ou criando combinações exóticas, pode até ser um assunto pra eu trazer pro TPM :).

Mas vamos lá, sobre o Slow Cow, de fato não tem o gosto de nenhum dos chás presentes nos ingredientes.

Eu conheço muito bem o sabor de chá verde, capim-limão, camomila e maracujá, inclusive camomila é meu preferido da vida. Mas acho que a ideia da bebida era ter as propriedades, mas não o gosto, então tá tudo certo.”

No geral, eu gostei do produto, o gosto é diferente, indefinido, mas bom, e realmente te deixa mais calmo. Outra parte legal é que o Slow Cow não possui glúten. Curti e vai para a galeria ‘conheci pelo TPM‘.

O mais incrível, muita gente (assim como eu) pode pensar que é um produto atual, lançado “ontem” mesmo, mas não, essa bebida Canadense lançada em 2008, chegou ao Brasil em 2013, com essa proposta mesmo, de ser um “anti-energético”.

O preço é bem salgado, ficando na casa dos R$10,00 a embalagem de 269ml (bem mais caro que seu primo do mal, o Red Bull).

Precisando de uma dose extra de calmaria? É fã de chás?

Escrito Por

Irmão mais velho e mais alto também, com 1,85 de altura. No Testa pra Mim, sou quem faz tudo funcionar. Nas horas vagas, arrumo os pcs das tias, aprendo a fazer arroz e estudo coisas nerds.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *