Nem o Neymar compraria o novo Big Tasty Chicken Bacon do McDonald’s

O que vale mais? A propaganda ou a realidade?

A essa altura do campeonato, creio que todos já saibam que o Neymar é o mais novo contratado do McDonald’s para suas propagandas; afinal, ele não resiste ao saboroso sanduíche Big Tasty da rede de fast food – ao menos é o que ele disse em sua conta do Twiter, quando tinha 19 anos de idade.

Enquanto para mim, experimentar lanches do McDonald’s, na maioria das vezes, não é nenhuma prioridade. A gente aqui do TPM foca mais em produtos mais curiosos, que inovam e que achamos que vale muito a pena contar. Ou claro, quando alguém nos indica algum teste. Mas dessa vez, abrimos uma exceção para o lançamento da rede fast food, e logo no segundo dia de estreia de novidades no cardápio, fomos comprar…

Big Tasty Chicken Bacon

Após sair do balcão de atendimento – onde fomos muito bem atendidos, diga-se de passagem – e esperar por alguns minutos, lá estávamos com o novo Big Tasty Chicken Bacon – ‘um sanduíche incrível’, segundo a propaganda -, lançado juntamente com o Duplo Big Tasty.

Quando a Fabíula abriu a caixinha, eu nem acreditei; eu não esperava um lanche igual ao da propaganda, mas tampouco um que parecesse que veio direto da lata de lixo – digo isso sem nenhum exagero. Nem mesmo as fritas eram aceitáveis, além de frias, estavam muito gordurosas.

Voltamos até o balcão e solicitamos um novo lanche, afinal é direito de todos reclamarem de um serviço mal prestado. Somente o atendente do caixa, aquele que nos atendeu educadamente no começo, deu atenção, e pediu que fosse feito outro lanche, ficando até envergonhado pela montagem inicial.

Quando finalmente nos deram um novo lanche, ele era somente Big Tasty Chicken, porque esqueceram de colocar bacon. Pão com gergelim? confere. Bife de frango? confere. Um amontoado de alface e tomate? também confere. Bacon e Molho? cri cri cri.

Big Tasty Chicken Bacon 03

No restaurante em questão, não haviam filas, o tempo de espera era mínimo, e não contei todos os funcionários, mas provavelmente passavam de uma dúzia.

O McDonald’s Brasil

Eu não consigo entender como uma marca que trabalha tão bem seu marketing, não consegue ofertar um produto aceitável – digo isso, principalmente porque não é a primeira vez que acontece, e é uma reclamação geral. Por que é fast food, precisa beirar o incomível? E convenhamos, nem barato é. Se fosse, ainda assim não seria justo, mas né, sendo caro, espera-se, no mínimo, mais.

Fico imaginando uma agência de publicidade gigante planejando uma nova campanha, que resgata o incrível tuíte de um jogador de futebol que funciona perfeitamente, terminando na ideia de estampá-lo nas caixas do Big Tasty. E pra quê?

Tuíte do Neymar Big Tasty

Será o Big Tasty do Neymar é o mesmo que o seu Big Tasty? Ou nossos R$27,50 cobrados no combo valem menos que os dele?

Se fosse pra eu comentar sobre o sabor do lanche, que no caso tivemos nojo de experimentar, diria que ele até poderia ser gostoso, porque é uma combinação normal: frango, ‘salada’, bacon e molho. Mas nas condições apresentadas, nem posso falar sobre isso.

Vai de Big Tasty Chicken Bacon? Eu já te adianto, é melhor deixar passar…