Aprenda como melhorar a conexão da internet em 12 passos

Nunca mais sofra com internet lenta na sua casa!

Em pleno século XXI, onde as conexões com a internet ficam cada vez mais rápidas, algumas pessoas ainda têm muitas dores de cabeça com esse tipo de serviço e vez ou outra querem aprender como melhorar a conexão da internet, principalmente o Wi-Fi (rede sem fio).

Veja os tópicos abaixo; não estão necessariamente em uma ordem, e nem mesmo há a necessidade de se fazer todos os passos, talvez apenas um deles resolva o seu problema. *Leia com bastante atenção!

Melhorar a conexão da internet é possível?

Saiba que sim, é possível aumentar a velocidade de internet. Alguns casos são mais simples, e exigem apenas o desligamento do aparelho roteador da tomada, ou ajustes rápidos; mas há questões mais extremas também, que envolvem troca de equipamento ou a temida migração de plano. Confira os passos que podem te ajudar:

1. Verificando a velocidade atual

Velocidade de Download e Upload Vivo Fibra 50Mbps
(Speedtest/Reprodução)

O primeiro passo é testar a velocidade atual da sua conexão. Para isso utilizaremos uma ferramenta bastante popular entre os que sofrem com quedas de velocidade – ou entre os exibicionistas, que são aqueles que gostam de ostentar sua “velocidade de conexão de outro planeta” -, o Speedtest, que pode ser acessado através do link speedtest.net.

Como vocês podem ver, os meus resultados foram:

  • 8ms de ping
  • 48.09 Mbps de velocidade de download
  • 27.65 Mbps de upload

Eu fiz o teste conectado à minha rede Wi-Fi. Como o meu plano oferta 50Mbps de velocidade de download e 25Mbps de upload no cabo, não há muito o que se fazer, porque eu já usufruo do máximo que a minha internet pode oferecer. Pode ser o seu caso também.

2. Utilize um bom antivírus

Computador Protegido por Antivírus
(Freepik/Reprodução)

Um computador infectado pode ficar mais lento, mas esse é apenas um dos problemas de se ter um vírus ou malware em sua máquina.

Algumas dessas ‘pragas’ atuam como verdadeiros sanguessugas, roubando velocidade da sua conexão para transmitir dados pela web.

Você pode verificar anomalias na sua rede através do próprio Windows, aperte ao mesmo tempo as teclas CTRL + SHIFT + ESC, uma janela com o ‘Gerenciador de Tarefas’ irá abrir. Lá você consegue ver todos os processos que estão rodando em sua máquina, e também os gráficos do desempenho da sua internet/Wi-Fi.

Se você não está fazendo nenhum download no momento, e os gráficos estão sempre no pico, seu PC pode estar infectado.

Recomendo que você baixe o Malwarebytes (apenas se não tiver nenhum antivírus em sua máquina) através deste link. É um antivírus pago, mas que lhe permite o uso durante 30 dias sem nenhuma cobrança.

A verificação encontrou algo, se sim, refaça o teste de velocidade. Melhorou alguma coisa? Caso não, vamos para os próximos passos!

3. Verifique os aplicativos que estão conectados à internet

Aplicativos Consumindo Internet Gerenciador de Tarefas Windows 10

Jogos online, sites de streaming de vídeo e programas como o µTorrent também exigem conexão constante. Algum aparelho conectado à sua rede pode estar consumindo grande parte da sua banda.

Caso seja o seu, basta verificar no ‘Gerenciador de Tarefas’ – assim como no tópico acima – quais os softwares que mais estão drenando a velocidade da sua internet.

4. O local ideal para colocar o roteador

Melhor Local para Colocar Roteador
(Pixabay/Reprodução)

Se você usa seu PC ou notebook conectado ao cabo, pouca diferença faz o local onde está o seu roteador – a menos que você o tenha escondido dentro de uma gaveta, o que não é nada recomendável.

Para os que utilizam Wi-Fi há sempre a dúvida, onde colocar o roteador; abaixo segue uma lista dos locais onde não colocá-lo:

  1. No chão
  2. Dentro de gavetas/armários
  3. Cômodos muito pequenos
  4. Ambientes na cor verde

A resposta para local ideal é simples: o roteador deve ficar no cômodo onde a rede Wi-Fi é mais utilizada.

Caso ainda tenha dúvida, existe uma aplicativo para Android que pode te ajudar a escolher o melhor lugar para posicionar o seu roteador, o WiFi Solver FDTD, o custo é de R$2,50 para instalá-lo.

*Para aqueles que têm muitos pessoas na casa que utilizam a mesma rede, uma solução pode ser instalar repetidores de sinal na residência.

5. Substitua seu roteador antigo

Roteador Velho
(Pexels/Reprodução)

Todos sabem que hoje em dia a tecnologia fica obsoleta como um piscar de olhos. Levando isso em conta, é ideal verificar se o seu modem e roteador não estão ultrapassados – já que são eles que transmitem os dados, e têm bastante influência na velocidade da sua internet.

Se ambos foram fornecidos pela sua operadora, verifique se seu contrato te beneficia com a troca dos equipamentos.

Uma dica: modens e roteadores fornecidos pelas empresas prestadoras de serviços telefônicos e de internet, na maioria das vezes, são de péssima qualidade. Talvez valha a pena você investir em um novo.

6. Escolher o DNS ideal

Escolhendo o DNS Ideal OpenDNS

O DNS ou Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínio) é um sistema de controle de nomes e IPs de sites da Internet.

Provavelmente você já viu por aí que trocar o DNS da sua rede pode fazer com que a sua internet fique mais rápida, e isso é realmente verdade.

Ao escolher o DNS certo você diminui ao máximo a rota entre o computador e um número de IP.

O que muitos divulgam em vídeos no YouTube é que se você colocar um DNS X ou Y sua internet vai ficar 100% mais rápida, o que é mentira. Existem ferramentas para identificar o melhor DNS para a sua localização.

O próprio Google tem um software que te ajuda a escolher o melhor DNS, o Namebench, e você pode baixá-lo através deste link.

Já com o seus DNS anotados, você deve digitar na caixa de busca do Windows: Adaptador de rede, clicar em ‘Alterar opções de adaptador de rede’ e logo após em Rede e Internet > Alterar opções de adaptador > Clique com o segundo botão do mouse no nome da sua rede > Propriedades > Selecione Protocolo IP versão 4 (TCP/IPv4) > Clique em Propriedades > Marque a caixa ‘Usar os seguintes endereços de servidor DNS’.

Basta preencher os campos e clicar em ‘OK’.

7. Limpe seu HD e desfragmente o disco

Disco 0% Fragmentado Windows 10

Algumas tarefas simples como realizar a limpeza do HD ou a desfragmentação do disco podem fazer toda a diferença no desempenho final da sua máquina.

Para efetuar ambas as tarefas basta digitar na caixa de busca interna do Windows: ‘Limpeza de Disco’ e ‘Desfragmentar e Otimizar Unidades’.

Atenção: efetue cada uma das tarefas isoladamente.

No caso da desfragmentação; quanto mais fragmentado o seu Disco (C:) estiver, mais lento seu PC vai ficar, e como consequência, sua internet também.

Caso você utilize SSD, dificilmente a fragmentação de arquivos será um problema para o seu dispositivo.

8. Sua rede pode estar sendo usada por ‘intrusos’

Ladrões de Internet
(Freepik/Reprodução)

Que atire a primeira pedra quem nunca usou o Wi-Fi do vizinho!

Dificilmente a rede da sua casa vai ser aberta, mas mesmo tendo uma senha, ainda sim há a possibilidade de alguém invadi-la – ou talvez você tenha fornecido suas credenciais para um amigo, que tinha outro amigo…

Para evitar os famosos ‘ladrões de internet’, opte pelo padrão WPA2, e troque sua senha periodicamente.

9. Reinicie o seu roteador

Reiniciar Roteador
(Freepik/Reprodução)

Pode parecer algo simples, mas é uma coisa que muita gente esquece de fazer, principalmente por estarmos conectados praticamente 24h por dia.

De tempos em tempos lembre-se de desconectá-lo da tomada. A reinicialização é rápida e pode ser a resolução do transtorno.

10. Alterando o canal de conexão

Wifi Analyzer Android
(TechTudo/Reprodução)

Em quase todas as residências há atualmente alguém usando uma rede Wi-Fi, e é bem provável que alguns de seus vizinhos estejam utilizando o mesmo canal que o seu. Isso pode ocasionar interferência e, consequentemente, quedas na velocidade da sua conexão com a internet.

A melhor e mais simples maneira de se evitar tal problema é escolher canais que estão mais livres. Mas como?

Existem softwares que podem fazer isso por você, como o Wifi Analyzer, um aplicativo para Windows e Android que mostra gráficos com o canal que está sendo utilizando por cada roteador.

Para modificar o canal do roteador entre em contato com a sua operadora, ou verifique o manual de instruções do mesmo, lá vai ter um passo a passo de como fazer isso.

11. Sua placa de rede pode não estar dando conta do recado

Placa de Rede Nova
(Ponto Frio/Reprodução)

Assim como um bom roteador, você deve ter uma boa placa de rede.

Existem quatro padrões IEEE 802.11 para redes sem fio: A, B, G e N. O padrão B é o mais lento, e transfere dados com até 11 Mbps de velocidade (podendo chegar a 22 Mbps). A e G conseguem transmitir informações em até 54 Mbps. Já o padrão mais moderno e rápido é o formato N, que consegue transmitir e receber dados de até 450 Mbps.

Para atingir maiores velocidades, tanto seu roteador quanto sua placa de rede devem suportar o último padrão citado (N).

12. Trocar o seu plano

Saco de Dinheiro
(Freepik/Reprodução)

Em último caso, aquilo que a maioria não gostaria de ler.

Essa é a resposta mais óbvia possível, mas você já parou para pensar que talvez o seu plano atual não supra todas as suas necessidades ou da sua família?

Quanto mais pessoas na casa, mais dispositivos estarão conectados à mesma rede, e a consequência mais provável será a lentidão.

Se você joga online, e quer ter um ping baixo jogando em servidores nacionais, ou próximos ao Brasil, a única solução também é ter uma conexão acima dos 10Mbps – velocidade que ainda não é ofertada em todas as regiões do Brasil.

Dicas extras: não faça alterações no registro do Windows (regedit) – como dito em alguns vídeos pela internet -, a menos que saiba o que está fazendo. Também não instale programas que prometem aumentar a velocidade da sua conexão, a sua situação pode piorar.

Espero que estes passos de melhoria de conexão tenham sido úteis para você! Já testou algum outro que achou que valeu a pena?