Iogurte grego salgado, mais uma novidade Vigor

Iogurte Vigor grego salgado

É sensacional ver produtos novos nas prateleiras, nesse caso na geladeira. Apesar de esse ter causado uma certa desconfiança, julguei quando vi o anúncio dele, meio estranho.

Convenhamos, não é todo dia que se encontra um iogurte com sal, e é isso que a Vigor fez, aproveitando o pioneirismo na categoria, criou dois sabores salgados: azeitona preta e salsa e cebolinha.

Criados como opção saudável, fonte de proteínas e cálcio.

Informações Nutricionais:

  • 115 kcal
  • 13g carboidratos
  • 7,1 proteínas
  • 4g gorduras
  • 231mg sódio

Ambos os sabores acompanham um potinho com croutons (lembra iogurtes com aqueles potes de confetes) e uma colherzinha dobrável. Ideia super positiva pra facilitar o consumo em qualquer lugar.

Croutons iogurte Vigor grego salgado

Iogurte com croutons Vigor grego salgado

Tudo vem bem separado e organizado em compartimentos: a colher tem seu lugar específico, as torradinhas (croutons) e, é claro, o iogurte.

Sobre os sabores:

O de azeitona foi meu preferido, o melhor sabor, é mais marcante, lembra muito azeitona mesmo. Os croutons desse sabor não são muito especiais, um pouco secos demais e sem gosto.

O de salsa eu nem consegui comer tudo, parece um iogurte natural só que meio estranho, mas você sente mesmo o gosto da mistura. Os croutons nessa versão são de parmesão, achei tão bons que podia vir mais, rs.

No geral, não fiquei muito fã, achei ótimo inovarem e tal, mas não fiquei tão feliz assim, apesar de os sabores cumprirem o que prometem. Talvez até por estar acostumado com o iogurte grego tradicional Vigor, achei que os gostos causam uma certa confusão mental.

Uma dica é que talvez fique bom numa salada, como molho. Vou dar mais uma chance testando assim.

O preço sugerido é de R$4,00.

Caso você tenha curiosidade de comprar para experimentar, vale sim, pois pode ter uma opinião diferente.

E aí, vai encarar?

Banner Facebook
  • No exterior o iogurte grego salgado é muito comum. Em um supermercado de Montreal o número de sabores chegava a ser maior que os disponíveis na linha doce. Azeitonas, atum, jalapeño, salmão, salsa, cebola, entre outros. Apesar da estranheza inicial, sugiro que experimentem no lugar das tradicionais e calóricas pastas que levam maionese como base.

    • Ébert Almeida

      Oi Flavio, ótima colocação. Realmente, antes de fazer o post eu pesquisei e vi que lá fora era comum esse tipo de produto, o que mostra que talvez seja coisa de acostumar. Ótima a sua dica, de fato vou testar como opção de molho caso eu não consiga comer somente ele mais.

      Abraços.