Danubio sem lactose

Iogurtes Danubio sem lactose

Não é de hoje que as marcas vêm lançando produtos que se adequam cada vez mais às necessidades dos consumidores, principalmente quando falamos de alguma intolerância.

Foi a partir dessa premissa que a Danubio lançou em 2013 (informações do site da empresa) um iogurte sem lactose, que encontrei no supermercado e achei tão fofinho que não pude deixar de falar aqui.

Além de achar esse tema super importante, pois minha mãe é intolerante à lactose e até descobrir o que conseguia/podia consumir foi um verdadeiro sufoco. Ainda mais morando no interior, onde as opções são estritamente menores que em uma cidade maior.

O iogurte Danubio é elaborado com leite integral e está disponível nas versões morango, physalis e natural. Ele recebe a enzima lactase para deixá-lo totalmente isento de lactose.

A embalagem de vidro é um caso à parte, dá um toque especial na apresentação do produto e ainda ajuda a preservar as características e o frescor do produto.

Sobre os sabores:

Morango, o mais saboroso, principalmente por conter pedacinhos de morango. Claro que todo esse sabor se deve aos corantes e saborizantes, que dão esse toque tão desejado. A quantidade de açúcar é mínima.

Physalis, antes de mais nada, se alguém assim como eu não faz a mínima ideia do que é esse sabor, através de pesquisas descobri que é uma fruta comestível da família das solanáceas (calma que ainda tem mais explicação, não desista! hahaha), a mesma do tomate, da berinjela, da batata e do pimentão. Ela também é conhecida como camapum, saco-de-bode, mulaca, joá e joá-de-capote (fonte: Globo Rural).

O sabor também é gostoso, mas o de morango é melhor. Não sei explicar muito bem o que achei deste, rs.

Por fim, o sabor integral. É o que tem o sabor menos agradável, isto porque não sou exatamente fã de iogurte natural/integral puro.

É idêntico a qualquer outro iogurte integral, ou seja, quase sem sabor. Essa versão é mais mais azedinha (mas não é ácido), uma dica é consumir com mel, geleia de frutas, aveia, ou ainda utilizá-lo em molho para saladas ou pratos salgados.

ATENÇÃO:

  • Mesmo sendo para pessoas lacto intolerantes, alérgicos às proteínas do leite de vaca não devem consumir. Este produto contém caseína e não é indicado para APLV ((a abreviação para alergia à proteína do leite de vaca);
  • Não é indicado para diabéticos, por conter glucose.
PS: não somos especialistas, portanto caso tenha dúvidas sobre o consumo, consulte um profissional. Nosso post é apenas uma dica sobre o produto que achamos legal para testar 😉
E aí, é ou conhece alguém intolerante a lactose? Conta pra a gente se já viu produtos interessantes por aí.
Banner Facebook