Tem muitos fatores que impedem nós brasileiros de realizar sonhos de viajar para fora do país​,​ e​ ​um deles com certeza é o valor das passagens aéreas. Mesmo com a possibilidade de parcelar em até 10 ou 12 vezes, é difícil pensar que a gente volta de viagem e segue pagando a passagem até quase as próximas férias, né? Não que isso seja errado -, mas enfim.

E quando eu decidi que ia passar minhas primeiras férias na Europa, o tema passagem me deu uma bela dor de cabeça, viu? Se você está aqui nesse post, com certeza está nesse momento, então quero con​​tar minha experiência com a Air Maroc.

A escolha da companhia aérea

Assim como a maioria (grande maioria) das pessoas, minha vontade era sim viajar de TAM ou qualquer Cia. mais conhecida. E sim, nessas horas, de fato as propagandas se fazem valer, por que olha, rola até um “preconceito” ao pensar na possibilidade de não conseguir viajar com umas delas. Mas passada essa fase, minha amiga e eu decidimos que nossa prioridade seria escolher uma passagem mais barat​a​, obviamente pesquisando o histórico da companhia para garantir ao menos o mínimo de conforto e segurança.

E no quesito preço, a Air Maroc realmente estava disparada​ no mês que viajamos (setembro)​. Por isso​, ​numa tabela de pontos, ela era vitoriosa. Mas calma, ainda precisaríamos saber mais.

Pesquisando…​​

A Royal Air Maroc tem feito há alguns anos promoções de viagem do Brasil para a Europa, com escalas curtas ou longas em Casablanca – Marrocos. Infelizmente, por problemas que algumas pessoas enfrentaram em voos, a companhia tem/tinha uma péssima fama: aviões velhos ou sujos, funcionários nada amigáveis, comida ruim, atrasos e etc.. Listinha ruim, né?

Mas ao pesquisar, vimos que isso se passava mais nos últimos 3 anos. No ano de 2017 conseguimos encontrar opiniões melhores, até mesmo em vídeos no Youtube. Era aquela coisa, ou arriscávamos, ou íamos pagar o dobro de passagem. Se eu fosse a Fabíula do futuro, talvez não tomaria essa decisão completamente baseada em R$, mas todo mundo pode passar por isso, é normal e justo. Entã​o, lá​ fomos ​nós, ​com a cara e coragem ter a nossa opinião.

Em Guarulhos: check-in e bagagens

O check-in em Guarulhos – SP começa 3h antes do embarque e é realizado no Terminal 2. Nos instruíram a fazer o check-in pelas máquinas que ficam próximas ao terminal de atendimento​ – que também poderia ser feito online -​, só após isso pegamos a fila pra despachar as bagagens; podíamos levar até 2 volumes por passagem de 23kg cada. Check-in e bagagens despachadas com sucesso!

Aproveitamos também pra tirar dúvidas sobre a escala que faríamos no Marrocos. A nossa seria de 12h. A atendente foi muito educada e solícita, nos explicou que em Marrocos têm diversos guichês da Air Maroc, era só procurarmos um e pedirmos informação sobre transfer e hotel para passar a noite. (vou explicar mais adiante no texto sobre os detalhes da escala).

O vôo Royal Air Maroc

O avião

Nós saímos de São Paulo em uma quarta-feira. O vôo estava programado para sair as 23h, mas atrasou cerca de 1h. O avião era do tipo Boeing 787, com disposição de poltronas 3 – 3 – 3 na classe econômica. Primeira impressão com o avião foi boa, limpo, espaço até que bom entre as poltronas (considerando que era econômica).

A tripulação

A tripulação falava árabe, inglês e francês. Não havia nenhum que ao menos arranhava o espanhol ou português. Assim, se você não for tímido, vai se virar. Digo isso​,​ porque dependendo da pessoa, esse seria um fator pra não escolher a companhia. E no geral, os funcionários são bem sérios, como não precisamos de muitas ajudas durante o voo, não tivemos dificuldades com eles.

Entretenimento

Tela grande de entretenimento com jogos, músicas, mapa e filmes. A parte ruim aqui é que tudo era em Árabe, Francês ou Inglês (isso para áudio e legenda), então se você tem necessidade de consumir conteúdo enquanto viaja e não fala nenhuma dessas línguas, reche​ie​ suas playlists de filmes e músicas antes da viagem.

Refeições no Voo

No voo São Paulo > Casablanca serviram jantar e café da manhã. No jantar foi servido uma massa e carne – com temperos bem árabes, que minha amiga e eu adoramos. Também teve pão, uma sobremesa estranha típica do país (que também estava boa), iogurte e chocolate Prestígio. No café da manhã, serviram paozinho com queijo e iogurte, além de outro chocolate, dessa vez Chokito. De bebidas, café ou chá, sucos laranja ou abacaxi, e água.

Chegada a Casablanca, imigração e escala

Casablanca Royal Air Maroc

A chegada a Casablanca é no Terminal 2. O aeroporto não é nada bonito, mas aparentemente é bastante seguro. É recomendável que você permaneça com seu passaporte nas mãos, pois vai passar muitas vezes pela segurança. Inclusive, há uma chance bem grande de ter que tirar os sapatos diversas vezes, nos raio X ou inspeção manual.

Peça informações! Isso é extremamente importante por lá. Nós precisávamos fazer a imigração pra depois irmos em algum balcão da Air Maroc pedir informações da nossa hospedagem da escala. Nos instruíram a preencher uma pequena guia pra entregar na imigração, fizemos isso e fomos para a fila. Essa parte foi a nossa pior experiência no aeroporto, pois a fila era enorme e muito lenta e​,​ pra piorar, as pessoas ficavam passando na frente sem mais nem menos. Sério, teve um momento que minha amiga e eu achamos que nunca sairíamos dali, foi bem difícil. Mas passou. Entregamos nossa guia preenchida, carimbaram nosso passaporte e fomos pedir mais informações.

O atendimento da Air Maroc referente a escalas e transfers fica quase na saída do aeroporto, próximo ao estacionamento. Pegamos uma escada rolante à esquerda da saída e logo vimos a salinha com o logo da companhia. Ufa!

Mais uma fila, mas essa foi rápida e tinham vários brasileiros. Mostramos nossos documentos a um atendente – que só falava francês e árabe; zero inglês -, ele nos deu um papel com uma lista de nomes, precisávamos ir juntos pro hotel e apresentá-la. Dica: tire uma foto dessa lista, pois caso você se “perca” do restante do grupo, fica mais fácil se virar no hotel.

Depois de algum tempo aguardando no estacionamento, finalmente chegou nosso transfer. A Air Maroc costuma deixar algumas pessoas em um hotel próximo ao aeroporto (Relax Airport)​.​ ​Infelizmente ficamos em um bem distante, ​a​ quase 40min, e pegamos bastante trânsito. Aliás, isso é um pouco engraçado (ou traumático, como preferir encarar), mas as pessoas lá realmente dirigem como loucas. São Paulo passou a ser fichinha perto do que vimos.

Chegamos no hotel, fizemos o check-in tranquilamente – novamente, funcionários falando árabe, francês ou inglês. O quarto era bom, camas confortáveis e chuveiro quente.

Para o jantar tivemos uma sopa de entrada, frango de prato principal (aliás, uma delícia) e sobremesa.

Dormimos, e no outro dia a recepção nos acordou bem cedo​. L​evantamos, arrumamos nossas coisas e fomos para o café. Tinham muitas opções, todas muito gostosas. A propósito, todas as refeições são incluídas na estadia.

O transfer chegou bastante atrasado para nos buscar, ficamos preocupadas, pois tínhamos que passar pelo controle de passaportes novamente, e pela primeira experiência das filas, não seria bom arriscar. Mas deu tudo certo e foi bem mais rápido.

Voo para Barcelona

Chegada a Barcelona Royal Air Maroc

O voo que faríamos para Barcelona também saiu com bastante atraso, mas é muito rápido, então foi mais tranquilo. O único ponto aqui é que a aeronave era bem menos confortável, se fosse um voo um pouco mais longo, teria sido bem difícil.

Também foi servido um lanche: ​​pão ​com​ cream cheese, iorgute e refrigerante, suco ou água.

Bagagem

No Brasil, a atendente nos informou que não precisaríamos retirar nossas malas em Casablanca, que elas ficariam “retidas” no próprio aeroporto e iriam com a gente no próximo vôo que faríamos, em nosso caso, para Barcelona. É bom você se informar no momento do check-in e despache da sua bagagem, assim fica mais tranquilo(a).

Na chegada ao seu destino final, preste​ ​bastante atenção ao aviso no avião sobre a esteira que está sua bagagem, ou peça informações para a tripulação antes de sair do avião, eles costumam falar muito rápido​ no aviso sonoro​, então pode ser que você não entenda -, foi o nosso caso. Por fim, sei que muitas pessoas comentam sobre extravio, mas não tivemos problemas. Nossas malas chegaram em perfeito estado.

Considerações gerais

  • Valeu a pena pelo valor, pois no momento​ em que compramos, era o que cabia no nosso orçamento;
  • O serviço da Air Maroc como um todo é bom. Precisam melhorar em relação ao atendimento ao público e aos aviões para voos “locais”;
  • O aeroporto de Casablanca é uma verdadeira aventura para os viajantes iniciais, mas com um pouco de paciência e calma, tudo sai bem;
  • ​Caso faça uma escala com tempo, dá pra contratar um guia e conhecer a cidade, que é a maior do Marrocos. Nós faríamos isso, mas devido aos atrasos no voo e translado para o hotel, não tivemos tempo hábil;

Caso ainda tenha alguma dúvida, só deixar nos comentários.​

E aí, pensando em voar de Air Maroc?​ Para qual destino?​